ZIMERMAN, David E. Fundamentos psicanalíticos: teoria, técnica, clínica–uma abordagem didática. Artmed Editora, 2009.

14/02/2019

Na pré-história as doenças mentais eram curadas pelos Xamás, sacerdotes e faraós.

Anton Mesmer - Mesmerismo - cira o magnetismo animal que posteriormente deu origem a hipnose (pag. 20).

Esquirol e Pinel eram psiquiatras franceses ( 1826 - 1840) que  já preocupavam-se com a autoestima e moral dos enfermos mentais.

Charcot (neurologista)

Breuer (neurologista)

Primeiros estudos de freud na área foram sobre a histeria dos homens e a dissociação da mente induzida pela hipnose.

1 teoria freudiana  - a neurose decorria de traumas sexuais que teriam realmente acontecido na infancia  por sedução de homens mais velhos ou pais. Escreve estudos sobre a histeria em 1895.

 - livre associação - os traumas estão escondidos na repressão,.

- resistência a livre associação se dá pela repressão dos traumas sexuais reais e fantasias reprimidas


Evolução história da Psicanálise

1. teoria do trauma - ou da libido (instinto sexual) aé 1897 a neurostemia e neurose de angústia decorrem do represamento da libido sexual. Já a neurose traumática pode ter outras origens (pag 22).

Os neuróticos devem ser lembrados o que tinham esquecido, através da catarse, verbalização dos fatos traumáticos e sentimentos da lembrança.

Atualmente analistas resignificam os seignificaos atribuídos aos traumas.

Descobertas - existe resistência inconsciente em recordar traumas e os psicanalista passaram e interpretar essas resistências e fatos.

2. teoria topográfica -  (objetivo - tornar consciente o que não está).

Com a descoberta que os relatos dos pacientes podem estar contaminados com fantasiais dos desejos proibidos e ocultos. 

Divida a mente em três lugares:[

consciente, pré-consciente e inconsciente.

Escreve interpretação dos sonhos 1900.

Descobertas  - fim do uso da hipnóse, existência de resistência, repressão, transferência e transferencia negativa.

3 teoria estrutural.

Id (pulões)

Ego (funções e representação)

Superego (ameaças e castigos)

Onde houver ID e superego, o ego deve estar.

4 conceituações sobre narcisismo - édipo. Onde houver narciso Édipo deve estar.

5 desassoiação do ego - 


Desenvolvimentos posterior a FREUD (pag 24)

Sociedade Psicologia das Quartas-Feiras - Sociedade Piscanlista de Viena

Até 1906 descobertas:

- inconsciente dinâmico como principal motivador da conduta consciente das pessoas

- livre associação de idéias

- importância do sonho como acesso ao inconsciente

- sexualidade da crianças (complexo de Édipo)

- fenômeno das resistências

- transferência

- dualidades no psiquismo : instinto da auto preservação e da preservação da espécie - instinto de vida ou libidinais e o instinto de morte.

Após a primeira guerra surgem aumentam os casos de neurose de guerra e sonhos traumáticos que não poderiam mais ser exclusivamente relacionados a questão sexual, levando Freud a considerar também a repressão de instintos agressivos. (escreve em 1920 Além do princípio do prazer).

Passa a estudar os mecanismos de defesa (projeção (paranoia e homossexualidade), introjeção (formação de objetos internos - melancolia), dissociação endopsiquica do ego, contratransferência, etc. 

Freud -> Klein -> Bion (prática sobre grupos, psicóticos, epistemologia (fenomenos da percepção, pensamento, conhecimento...), e lado místico.


pscoterapia x psicoanálise (pag 31)

Para